UMA LINDA MULHER: o filme que lançou Julia Roberts à condição de estrela de cinema

Uma Linda Mulher

Pretty Woman movie posterUma linda mulher
(Pretty Woman)

Direção de Gary Marshall

EUA, Comédia / Romance, 1990. Duração: 01h59min. Com Julia Roberts, Richard Gere, Jason Alexander, Héctor Elizondo e Laura San Giácomo.

Richard Gere é o rico empresário, mas também frio e calculista, que acaba descobrindo o amor na jovem garota de programa vivida por Julia Roberts, atriz até então pouco conhecida, que fazia apenas seu quinto filme. Ele conhece a moça numa viagem de negócios em Los Angeles, quando a contrata para ser sua acompanhante nos eventos relacionados ao trabalho. Mas a convivência com ela, uma jovem espontânea e romântica, vai transformando o homem numa pessoa mais tolerante. Daí para ele sentir-se completamente apaixonado é um pulo.

Julia Roberts em "Uma Linda Mulher"Trata-se de um filme perfeitamente enquadrado no gênero “água-com-açúcar”, sem absolutamente nenhuma contra-indicação. O roteiro é simples e direto, a maior parte do tempo previsível, mas a proposta era mesmo essa. O diretor é Gary Marshall – que, aliás, voltou a trabalhar com a dupla Gere/Roberts anos mais tarde na também comédia romântica Noiva em Fuga. A música tema ”Oh, Pretty Woman”, lançada originalmente no álbum de Roy Orbison em 1964, conquistou o 1º lugar no EUA por várias semanas.

Filme faturou 33 vezes o que custou

Grande sucesso de público, Uma Linda Mulher custou US$ 14 milhões e arrecadou espantosos 463 milhões de dólares em todo o mundo. Foi a terceira maior bilheteria mundial do ano de 1990 (só perdeu para Ghost e Esqueceram de Mim). Também é a segunda maior bilheteria da carreira de Julia Roberts (perde por pouco para Onze Homens e Um Segredo, em que ela é apenas coadjuvante). Além disso, o filme deu a ela sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Atriz – ela já havia sido indicada no ano anterior como atriz coadjuvante em Flores de Aço.

 

Assista um trecho de UMA LINDA MULHER, com a música-tema “Oh, Pretty Woman”, interpretada por Roy Orbison:

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário