Filme menor de Hitchcock, SUSPEITA deu o Oscar de Melhor Atriz a Joan Fontaine

Suspeita (1941)

Suspeita (1941)Eis aqui um filme pouco conhecido do Mestre do Suspense: “Suspeita” (Suspicion, 1941). Mesmo sendo bem acima da média (como todos os filmes do diretor Alfred Hitchcock), não é dos meus filmes preferidos dele. A protagonista feminina é Lina (Joan Fontaine), que faz a tímida filha única de uma família rica. Ela se apaixona perdidamente pelo charmoso apostador Johnnie Aysgarth (Cary Grant). Um cara bonitão e conquistador, mas muito enrolado com dinheiro – e que, vamos descobrindo aos poucos, possui alguns segredos não revelados em seu passado.

Apesar da desaprovação do pai, Lina se casa com Johhnie. Porém, quando um amigo dele morre, ela começa a desconfiar que o marido pretende matá-la para ficar com sua herança. E o grande tchan do filme é que Hitchcock aos poucos vai construindo uma atmosfera envolvente que nos leva a concordar que sua suspeita é perfeitamente plausível.

Suspeita (1941)

Ótimas atuações compensam a produção simplória

Parece que Hitch não tinha muito orçamento disponível para fazer esse filme, porque tudo é muito simples. Nota-se, inclusive, que a estória poderia ser melhor elaborada através de seu roteiro, um tanto quanto apressado. Porém, os dois atores principais estão muito bem, e suas interpretações bem emblemáticas são o ponto alto do filme – Joan Fontaine venceu o Oscar de Melhor Atriz pelo seu papel.

Mas como nenhum filme de Hitchcock é trivial, este possui uma interessante curiosidade: ficou famosa a cena em que Grant sobe as escadas de casa levando um copo de leite para a esposa (vide a foto). A cor branca do copo de leite é bem destacada na tela, chamando muito a atenção. Hitch fez a produção colocar uma lâmpada dentro do copo, com um fio escondido na roupa de Grant, para garantir esse efeito que ficou bem sinistro!

Nota CINEMAIMERI – 6.5 – ***

 

Veja abaixo o trailer original do filme (em inglês):

Suspicion (1941) Official Trailer - Cary Grant, Joan Fontaine Movie HD

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário