Nem Julia Roberts salva O SORRISO DE MONA LISA da falta de originalidade

Sorriso de Mona Lisa

Sorriso de Mona Lisa movie posterO SORRISO DE MONA LISA (Mona Lisa Smile). Drama, 2003. Duração 01h57min. Direção: Mike Newell. Com Julia Roberts, Kirsten Dunst, Julia Stiles, Topher Grace e Maggie Gyllenhaal.

Julia Roberts faz Katherine Watson, uma professora de hábitos e pensamentos liberais que, em 1953, vai dar aulas sobre História da Arte numa severa instituição, dedicada exclusivamente à educação de moças. Determinada a confrontar os valores retrógrados da sociedade e da instituição, ela revoluciona o aprendizado de suas alunas, gerando controvérsias na administração do local de ensino.

Hummm… já viu uma sinopse parecida antes? Não, você não se enganou. Mesmo sendo baseado em fatos reais, estamos diante de uma cópia descarada de Sociedade dos Poetas Mortos, que chegou aos cinemas 15 anos antes. Ou então pode se dizer, sendo muito condescendente, que se trata de uma espécie de “versão feminina” do sucesso estrelado por Robin Williams em 1988.

Sorriso de Mona Lisa

Roteiro acomodado e direção convencional demais

Com isso, o grande problema do filme é a preguiça do roteiro em buscar ousar em algo e fugir dos clichês. Não que a personagem de Julia Roberts seja desinteressante ou que a atriz não dê conta do papel, em absoluto. O problema é que é mais uma tentativa segura de manter sua base de fãs na mesma, ou seja, nada de tentar inovar. Apenas fazer o papel que sempre fez: o da mocinha que passa por altos e baixos, tentando encontrar a felicidade no amor e no trabalho, com uma pitada de tudo – romance, humor e drama.

O diretor de O Sorriso de Mona Lisa é Mike Newell, o mesmo de Quatro Casamentos e Um Funeral e também de Harry Potter e o Cálice de Fogo. Newell executa um trabalho burocrático, que apesar do belo elenco e do carisma de sempre de Julia Roberts, peca muito pela falta absoluta de originalidade.

 

Assista o trailer original de O SORRISO DE MONALISA (legendado):

Sorriso De Monalisa, O (LEG) - Trailer

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário