“O Professor Aloprado I e II”: Eddie Murphy começa a descer a ladeira da vergonha

O Professor Aloprado

O Professor Aloprado (1996)Péssimos, ridículos, nojentos no pior sentido possível. Essas duas paródias de Eddie Murphy em “homenagem” ao clássico de 1963 conseguem ser mais revoltantes que qualquer baixaria. E infelizmente ambas marcam o início da derrocada de um dos maiores astros que Hollywood produziu na segunda metade dos anos 1980.

Com muito boa vontade, o primeiro longa (O professor aloprado, de 1996) até que dá pra assistir, apesar de estar a anos-luz do original estrelado por Jerry Lewis. Murphy não quis fazer uma mera refilmagem e conseguiu tornar o filme “assistível”, por mais que seja ruim. A principal razão para isso talvez seja a direção de Tom Shadyac, que comandou bem algumas outras comédias, principalmente de Jim Carrey.

O Professor Aloprado II (2000)Mas o pior ainda estaria por vir: com o sucesso do primeiro filme, em 2000 Murphy resolveu filmar O professor aloprado II – a família Klump. Esse longa trata-se de uma das coisas mais abomináveis já feitas em Hollywood. Uma sequência que não tem a menor razão de ser, além de servir como caça-níqueis descarado para arrancar dinheiro do público. Pavorosas piadas escatológicas, flatulências aos montes, palavras chulas e de mau gosto, um fiapo de estória ridícula e inexistente. Dirigido pelo inexpressivo Peter Segal, certamente esse é um dos três piores filmes que Eddie Murphy fez em toda sua carreira.

“O Professor Aloprado” marca o início da decadência na carreira de Eddie Murphy

Eu até que gosto do Eddie Murphy, principalmente dos filmes de seus dez primeiros anos de carreira, na década de 1980. Alguns são verdadeiras preciosidades do humor inteligente, como Trocando as Bolas, feito com Dan Aykroyd em 1983, e Um príncipe em Nova York, talvez seu melhor filme, feito em 1988 com direção do mestre do humor John Landis. Até os blockbusters de ação da série Um Tira da Pesada, que o tornaram famoso definitivamente, foram legais.

O Professor Aloprado

Mas desde que fez o primeiro “Professor Aloprado” hà pouco mais de dez anos, sua carreira entrou em franca decadência, e suas comédias se tornaram infantilizadas (como Dr.Dollitle), medíocres e de baixo nível. Nesse período a única coisa que ele fez de bem foi dublar o burro nas três versões de Shrek. Apesar disso tudo, Eddie Murphy é um ator carismático, de ótima presença em cena e que quando se dispõe a fazer entretenimento de qualidade consegue com sucesso. Ele só precisa colocar a cabeça no lugar, procurar bons roteiros e ser bem dirigido por alguém que explore suas verdadeiras qualidades.

E acreditem se quiser: os produtores da Universal gastaram a pequena fortuna de 138 milhões de dólares para produzir essas duas porcarias. Um dinheiro jogado no lixo que fica ali, ao lado do vaso sanitário onde os roteiristas estavam sentados quando bolaram esses filmes!

Notas CINEMAIMERI:
O Professor Aloprado, 5.0 (**)
O Professor Aloprado II, 2.5 (*)

Assista a seguir trechos dos dois filmes.

 

O PROFESSOR ALOPRADO / The Nutty Professor, 1996 (legendado):

O Professor Aloprado - Trailer

 

O PROFESSOR ALOPRADO II / The Nutty Professor – Family Klump, 2000 (dublado):

O Professor Aloprado II: A Familia Klump - Trailer

 

2 Comentários

  1. Vc fala como se conseguisse fazer algo melhor em sua vida, ao invés de trabalhar de verdade, posta comentários vagabundos (que em minha opinião faz por que tem inveja) e ainda se acha no direito de falar mal de alguem que já produziu parte dos MELHORES filmes de comédia do mundo e destratar esses filmes, só porque foram inspirados e feitos em HOMENAGEM a um outro, vai te catar seu comentarista de titicas

Deixe seu comentário