“MAD MAX” (1979), o road movie de baixo orçamento que deu fama a Mel Gibson

Mad Max (1979)

mad maxPrimeiramente é preciso dizer o seguinte: sem dúvida nenhuma, Mad Max é um clássico dos filmes de ação estilo Road Movie. Mel Gibson era um completo desconhecido até então – ele tinha apenas 23 anos de idade durante as filmagens, em 1979. O longa chamou muita atenção na época de seu lançamento, pelas impactantes cenas de perseguição, violência extrema e uma trama de vingança com crescente níveis de tensão e adrenalina.

A estória nos leva a um mundo semi-apocalíptico (que não fica tão evidente em razão do baixo orçamento, diga-se). Conhecemos Max Rockatansky,  um policial rodoviário que, junto do seu parceiro de viatura, persegue os infratores das estradas australianas. Estes são representados por punks drogados, gangues de motociclistas delinquentes e afins. O parceiro de Max é jurado de morte pela gangue, e ele se envolve ainda mais com os caras, inclusive colocando em risco sua própria família.

Mad Max (1979)

Estréia do diretor George Miller

Trata-se também do primeiro filme do diretor australiano George Miller, que depois faria também os outros três filmes da série. O roteiro (que também é de Miller) envolve o espectador com uma trama simples, porém que vai direto ao ponto com ação de primeira e personagens marcantes. Salta aos olhos notar como Gibson está “novinho” neste filme e também como os produtores ganharam muito dinheiro: Filmada totalmente na Austrália no ano de 1979, a produção custou apenas 400 mil doláres e arrecadou mais de US$ 100 milhões. Isso deu o gás para o lançamento do segundo filme apenas dois anos depois, com um orçamento bem mais polpudo.

Mad Max se diferencia bastante no visual de suas continuações, mas ainda assim consegue tornar-se marcante na história do cinema. Um filmaço com uma trama que chama nossa atenção do início ao fim. Altamente recomendado!

Nota CINEMAIMERI – 8.5 – ****

Veja abaixo o trailer original do filme (em inglês – sem legendas):

Official Trailer: Mad Max (1979)

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário