Em LIVRE, Reese Whiterspoon embarca em uma jornada de autoconhecimento

Livre (Wild movie)

livre-posterLIVRE
(Wild)

Direção de Jean-Marc Vallée

EUA, Drama, 2014, Duração: 01h55min. Com Reese Whiterspoon e Laura Dern. Classificação: 16 anos.

Baseado em um livro autobiográfico, “Livre” narra a história real da jovem Cheryl Strayed (Reese Witherspoon), que vive há seis anos um casamento frio, repleto de mágoas e ressentimentos. Além do marido, ela mora com a mãe e o irmão em um pequeno apartamento e vive uma vida absolutamente sem graça, para dizer o menos.

Todo esse quadro piora ainda mais com a morte precoce de sua mãe, vivida pela atriz Laura Dern – que foi indicada ao Oscar de atriz coadjuvante por sua interpretação curta, porém muito competente. Extremamente abalada e fragilizada com a perda da mãe, Cheryl abandona a faculdade, entrega-se às drogas e resolve separar-se do marido, arriscando-se de maneira promíscua ao fazer sexo com diversos homens estranhos e aleatórios. É quando, num dos raros momentos de lucidez em meio à lama do fundo do poço em que mergulhou, ela resolve dar uma guinada de 180 graus em sua vida e parte em uma longa viagem a pé, percorrendo a chamada “Trilha do Pacífico”, caminho semi-desértico de quase 2 mil quilômetros, apenas com uma mochila nas costas, numa jornada isolada em busca de autoconhecimento.

Reese Whiterspoon recebeu indicação ao Oscar

wild1

O diretor canadense Jean Marc-Vallée, que entregou recentemente um excelente trabalho ao assinar o contundente “Clube de Compras Dallas”, aqui narra a história de Cheryl de maneira tocante e delicada. Se no filme sobre o mercado clandestino de remédios para combate à AIDS, Vallée usa do talento de Matthew McConaughey de maneira precisa e muito bem dirigida, aqui ele se vale da excelente performance de Reese Whiterspoon, que tem alguns momentos incríveis de pura catarse emocional.

Surpreende positivamente a maneira madura e desenvolta com que Reese atua, sendo capaz de construir com muita segurança uma personagem que traz em seu corpo e sua mente todas as cicatrizes acumuladas em vários anos de traumas e maus tratos ao longo da vida. Com muito merecimento, ela foi indicada a todas as principais premiações do ano – inclusive o Oscar, que acabou perdendo para Julianne Moore, por “Para Sempre Alice”.

Porém, o grande mérito desse belo filme é o de conseguir transformar com muita criatividade uma estória aparentemente clichê em uma grande fábula narrativa sobre o perdão e a capacidade de renovar-se. À medida que o filme transcorre é quase impossível não nos “incorporarmos” na jornada pessoal de amadurecimento da protagonista, que sempre desperta nosso interesse em descobrir mais uma faceta de uma personagem que acaba por revelar-se sedutora e fascinante.


Veja abaixo o trailer do filme LIVRE, legendado em português:

Livre | Trailer Oficial Legendado HD | 2014

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário