Drama de tribunal O JUIZ marca a estréia de Robert Downey Jr. também como produtor

O Juiz

O Juiz movie posterO JUIZ
(The Judge)

Direção de David Dobkin

EUA, Drama, 2014. Com Robert Downey Jr. Robert Duvall, Vera Farmiga, Vincent D’Onofrio e Billy Bob Thornton. Duração 02h21. Classificação Etária: 12 anos.

O ator norte-americano Robert Downey Jr., já eternizado como Tony Stark / Homem de Ferro, sem dúvida está mais do que montado na grana. E agora, seguindo o mesmo caminho trilhado anteriormente por astros como Tom Cruise e Brad Pitt, começa a produzir também os filmes em que atua. Com isso, passa a ter muito mais liberdade e pode escolher a dedo os projetos dos quais participará como ator daqui em diante. Isso continuará ocorrendo, é claro, com a franquia Vingadores da Marvel, pelo menos enquanto for requisitado e continuar recebendo muitos milhões de dólares.

Neste seu novo filme, O Juiz, Downey Jr. protagoniza a primeira incursão da produtora Team Downey, da qual é sócio-fundador junto com sua esposa Susan. Outros dez projetos estão em desenvolvimento pela empresa, entre filmes, séries para a TV americana e games. Os 50 milhões de dólares gastos na produção do filme investem pesado no carisma de atores já consagrados em Hollywood. Além do próprio Downey Jr., temos aqui um astro do quilate de Robert Duvall (que aos 83 anos se entrega plenamente ao papel do pai com o qual o protagonista não tem bom relacionamento). Outro destaque vai para Billy Bob Thornton, que interpreta um promotor público austero e contundente. Temos ainda no elenco principal Vera Farmiga interpretando uma mulher do passado de Downey Jr., e Vincent D’Onofrio como um de seus irmãos.

Roteiro aposta no carisma de Robert Downey Jr.

ojuiz_2

Na trama, Hank Palmer (Downey Jr.), é um renomado advogado de Chicago, que se vê obrigado a voltar à sua pacata cidade natal ao receber a notícia da morte de sua mãe. Afastado de toda a família há muitos anos, há o agravante de Hank ter um péssimo relacionamento com o pai (Robert Duvall). Nesse reencontro, situações diversas colocarão em cheque sua capacidade de encarar os fantasmas do passado e se reconectar com seus familiares.

Esse dilema se agrava ainda mais quando o pai é acusado de matar um ex-condenado no dia do funeral da esposa. Assim, o filho que não se dá bem com o pai terá de defendê-lo no tribunal como seu advogado – e isso servirá de base para todo o processo de reconstrução das relações dessa família.

Filme arrisca pouco e se dá bem por ser conservador

Claro que a estratégia da nova produtora em sua primeira incursão em Hollywood foi a mais conservadora possível. A estratégia foi aproveitar o carisma atual de Robert Downey Jr. e colocar seu personagem como ponto de sustentação e fio condutor de toda a estória. Isso faz com que se desenvolvam e se estabeleçam situações muito interessantes com os demais personagens ao seu redor.

O diretor David Dobkin  – cujo filme mais famoso até aqui foi a comédia Penetras Bons de Bico – não compromete e entrega um trabalho sólido e bem conduzido. O filme também tem o mérito de “se aproximar” do espectador ao tratar de um tema comum no cotidiano de muitas pessoas – a relação familiar desgastada. Seja pelo simples distanciamento de alguém, ou mesmo pela perda de um ente querido, ou mesmo por relacionamentos mal resolvidos do passado ou tentativas de reconciliação com familiares. Todos esses subtemas são tratados de forma bastante madura.

O Juiz (The Judge)

Por todos esses motivos, O Juiz pode ser considerado acima da média, com ótimas atuações e uma parte técnica muito competente, onde vale o destaque para a bela fotografia. Apesar do roteiro um pouco pasteurizado e por vezes convencional demais, sem maiores ousadias, é um bom início de carreira de Robert Downey Jr. como produtor. O filme estréia em 172 salas de cinema em todo o Brasil neste próximo fim-de-semana.


 

O JUIZ – TRAILER #2 LEGENDADO

O Juiz - Trailer Oficial 2 (leg) [HD]

TRAILER #1 LEGENDADO

O Juiz - Trailer Oficial português

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário