Mike Nichols expõe as culpas e hipocrisias do amor em “CLOSER – Perto Demais”

Closer - Perto Demais

Closer movie posterCLOSER – PERTO DEMAIS (Closer). EUA, Romance, 2004. Direção de Mike Nichols. Com Natalie Portman, Clive Owen, Jude Law e Julia Roberts. Duração 01h44.

Este é daqueles filmes que justificam a própria existência do cinema. Daqueles que, para quem é cinéfilo, justificam nossa grande admiração por cada detalhe técnico dessa arte maravilhosa que é fazer cinema. Closer – Perto Demais é intenso, envolvente, instigante, mas antes de mais nada, é inteligentíssimo. Extremamente bem-feito, muito bem cuidado e bem-acabado. Dois atores e duas atrizes excelentes em seus papéis – todos, sem exceção, em atuações bem acima da média.

Jude Law (Inteligência Artificial) está num papel que parece que foi feito prá ele. Seu aspecto metido a intelectual compõe bem a sua personalidade indecisa e egoísta. Julia Roberts (Uma Linda Mulher) está num dos melhores papéis de sua carreira, mais uma vez arrasando com sua incrível beleza singela. Já Clive Owen (O Plano Perfeito) arrasa como o médico compulsivo por sexo, mas que também exprime seus sentimentos da maneira mais comovente. Vários homens talvez se identifiquem muito com seu personagem.

Closer - perto demais

Natalie Portman rouba o filme para si

Inegavelmente, porém, a grande estrela é mesmo Natalie Portman (a rainha Amidala da saga Star Wars), que está sublime como a doce Alice. Ela simplesmente é o eixo central do filme, mesmo sendo a mais jovem dos quatro (tinha 22 anos). Domina totalmente a personagem, com uma segurança que impressiona. Uma atuação digna de Oscar (que, aliás, ela disputou mas não levou, assim como ocorreu com Owen – ambos disputaram as estatuetas de coadjuvantes).

O engenhoso roteiro, inspirado na peça teatral de Patrick Marber, mostra as idas e vindas no envolvimento amoroso de 4 personagens: um jornalista, uma dançarina de boate, um médico dermatologista e uma fotógrafa. Seus conflitos sexuais, traições, reencontros e desenlaces são retratados com raro brilhantismo e sensibilidade, resultando num filme ousado e surpreendente.

Closer é o penúltimo filme da carreira de Mike Nichols, que morreu em 2014 – ele ganhou o Oscar de Melhor Diretor em 1967, ao lançar Dustin Hoffmann nos cinemas, com A primeira noite de um homem. Finalmente, a trilha sonora e a fotografia são de emocionar, principalmente as músicas de Damien Rice – um laço de fita gracioso e emocionante que fecha esse verdadeiro pacote de presente que é Closer.

Nota CINEMAIMERI – 9.0 ****

 

Veja abaixo o trailer original do filme CLOSER, com legendas em português:

Closer - Perto Demais (LEG) - Trailer

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário