Em BASTARDOS INGLÓRIOS, Tarantino conta a fábula da nossa vingança contra o nazismo

Bastardos Inglórios

bastardos_inglorios_poster3BASTARDOS INGLÓRIOS
(Inglorious Basterds)

Direção de Quentin Tarantino

EUA, Drama / Ação / Comédia, 2009. Duração 02h33min. Com Brad Pitt, Melanie Laurent, Christoph Waltz, Eli Roth, Michael Fassbender, Diane Kruger e Mike Myers.

Confesso que, apesar de já ter ouvido falar muito dos filmes de Quentin Tarantino, nunca havia assistido um filme inteiro dele. Vi anteriormente algumas cenas de Pulp Fiction – e não gostei, achei o filme psicodélico demais e violento em excesso. E vi também alguns trechos dos dois volumes de Kill Bill – desses já gostei bem mais, o enredo de vingança pareceu ser bem construído. Porém nunca assisti esses filmes completos e por isso, nunca pude opinar consistentemente sobre eles.

Porém, devido à maioria de críticas favoráveis ao filme, resolvi assistir ontem no cinema “Bastardos Inglórios”, até para começar a formar meu conceito sobre o diretor. E com certeza Tarantino começa a ser para mim um grandíssimo diretor – e me fez ao final da sessão ter vontade de assistir os outros filmes dele. “Bastardos” é um daqueles filmes que, ao sairmos da sessão na telona, arrebatam, fazem a gente rir conosco mesmo, por sabermos que acabamos de assistir uma aula de como fazer cinema. Um filme que sintetiza tudo aquilo que um bom filme deve ter: fotografia maravilhosa, elenco atuando todo ele primorosamente bem, uma direção seguríssima e de mão firme, e o principal: um roteiro envolvente, que consegue fazer a gente rir e ficar ansioso ao longo da estória de duas horas e meia de duração.

Cena das cartas na testa é antológica

bastardos_inglorios_imagem1
BRAD PITT é o tenente Aldo Raine, líder dos “bastardos”

O diretor me impressionou pela condução segura; mesmo tendo algumas cenas longas, os diálogos são esplêndidos e nunca são cansativos. Nota-se o esmero em posicionar corretamente a câmera, captando sempre os trejeitos eventuais de alguns personagens – e com isso explorando as sutis características de vários deles. A canastrice de Brad Pitt está muito divertida, o talento de Christoph Waltz o faz favorito ao Oscar, a beleza de uma Diane Kruger muito convincente em seu papel “duplo”. Mas a revelação do filme é a loirinha Mélanie Laurent. A francesa dá um show de interpretação na pele da única sobrevivente da família exterminada – e que busca sua vingança pessoal contra os nazistas.

Três cenas valem destaque, em ordem de aparição no roteiro. Primeiramente a cena inicial, onde o coronel Hans Landa interroga o camponês que abriga judeus foragidos em sua casa (condução soberba do diretor). A cena do jogo de adivinhação de cartas grudadas na testa, a melhor do filme, é daquelas que a princípio você acha que estão lá só prá “encher linguiça”. Mas ela vai se prolongando, mudando de feição… ganhando corpo e intensidade até desembocar num desfecho altamente tenso e imprevisível. E por fim, a cena onde Brad Pitt e seus colegas se fazem passar por italianos na entrada do cinema, é de arrancar gargalhadas homéricas.

Bastardos Inglórios é um dos 3 melhores filmes do ano

Mélanie Laurent
A atriz francesa MÉLANIE LAURENT

Tarantino soube durante toda a estória mesclar bem a condução do roteiro, intermeando momentos de tensão, de ação e de comédia. Meu único “senão” é quanto ao desfecho. Claro que o final do filme se mostrou coerente com a postura sarcástica e irônica que o diretor assume desde o início. Porém eu chegaria a dizer que Quentin poderia ter filmado uma obra-prima se quisesse ser um pouco menos sarcástico e se prendesse um pouquinho só à estória real que todos conhecemos. Mas aí talvez, não se poderia dizer tratar-se de um filme de Tarantino…

Mesmo assim, é claro como água afirmar que Bastardos Inglórios me parece ser, de longe, um dos 3 melhores filmes do ano. Não conheço a obra de Tarantino – a qual pretendo me interessar mais a partir de agora – porém este exemplar certamente deve estar entre seus melhores. E o filme tem toda a pinta de ser um daqueles que terá mais indicações ao próximo Oscar. Se você é meio ressabiado quanto aos filmes de Tarantino, assim como eu sempre fui, dê mais uma chance a ele e assista, tenho certeza que dessa vez você irá gostar.

Nota CINEMAIMERI – 8.5 – ****

 

Assista o trailer original de BASTARDOS INGLÓRIOS (legendado):

BASTARDOS INGLÓRIOS - Trailer HD Legendado

 

3 Comentários

Deixe seu comentário